Notícias

Lançamento e seminário são destaques no Salão do Livro
08/11/2013

O lançamento do livro "A história das crianças que plantaram um rio", do escritor Daniel Leite, dentro do Encontro Literário, e o seminário "Um país que se chama Pará", com participação de Paulo Maués e Stella Pessôa - que falaram sobre "As múltiplas faces em narrativas curtas a partir do século XIX, no Pará" e sobre o pensamento do escritor Benedito Nunes - chamaram a atenção no sétimo dia de programação do VI Salão do Livro do Baixo Amazonas. Também integraram a programação do evento literário mostras de filmes paraenses, documentários e oficinas literárias. O Papo Cabeça oportunizou também uma abordagem sobre a prevenção e a exploração de crianças e adolescentes no turismo.

Quem prestigiou o Encontro Literário pôde ouvir o relato do escritor Daniel Leite, autor de oito livros de poesia, contos, crônicas e romances e três vezes vencedor do Prêmio IAP de Literatura. “A experiência de participar dos Encontros Literários sempre é muito semeadora", afirmou o escritor. "São instantes de se pensar um certo fazer literário, trocas boas de experiência, diálogos bem compartilhados sobre livros, bons momentos para pensar sobre o que nos move a escrever, enfim, boas conversas sobre essa grande experiência do pensamento que é a leitura”.

O escritor ressaltou que participar de programações como o Salão do Livro é sempre uma experiência inovadora. “A programação é instigante, o público participa de maneira intensa. Santarém é uma cidade maravilhosa, sempre me fascino com a cultura dessa região. A importância desses encontros reside no compartilhamento de sonhos e lutas de se viver de escrever”, garantiu.

Como autor de livros, Daniel destaca, ainda, a possibilidade de ter um contato mais próximo com o público, através de salões desse tipo. “Para o escritor é muito importante: o significado do seu trabalho, a sua melhor tradução, a sua existência, é o leitor”, reconheceu. Daniel, que também atua como mediador dos Encontros Literários, na programação do Salão do Livro, afirma que a receita para ter um evento produtivo é sempre deixar o publico participar livremente. “Sempre trago algo prévio para o Encontro Literário. Todavia, a dinâmica do encontro rege a história desses momentos”, afirmou.

Serviço - O VI Salão do Livro do Baixo Amazonas, uma promoção do Governo do Pará, via Secretaria Especial de Estado de Promoção Social, por meio da Secretaria de Estado de Cultura (Secult), em parceria com a Secretaria de Cultura da Prefeitura Municipal de Santarém, prossegue até domingo, 10, com visitações de 9 às 22 horas, e de 15 às 23 horas, aos sábados e domingos. Local: Parque da Cidade, na Avenida Bartolomeu Gusmão, s/n.

Fonte: Agência Pará